Vereadora quer proibir propaganda LGBT em Maringá

Compartilhe;

Foto: Assessoria de Imprensa da Câmara Municipal

Em projeto protocolado na Câmara Municipal, mas ainda não levado à votação em plenário, a vereadora Cris Lauer (PSC) pretende proibir a “publicidade infantil” de material que contenha “alusão a preferências sexuais e movimentos sobre diversidade sexual” em Maringá, por meio de qualquer veículo de comunicação e mídia.

“É vedada a publicidade infantil, praticada por pessoa física ou jurídica, por intermédio de qualquer veículo de comunicação e mídia, de material ou peça informativa, que contenha alusão, apologia ou referência a orientação, inclinação ou preferência sexual, ainda que meramente educativo”, diz o texto do projeto apresentado por Lauer (foto).

 A presidente da associação maringaense LGBT (AMLGBT), Margot Jung, reagiu ao projeto de lei. “LGBT não é má influencia. Má influencia é o presidente do seu partido, que usa o nome de Deus para enganar pessoas e foi preso acusado de desviar dinheiro da saúde em plena pandemia”, disse Jung.

Jung se referia ao então presidente nacional do PSC, pastor Everaldo, preso em agosto de 2020, com os dois filhos, na Operação Tris in Idem, da Polícia Federal, para apurar corrupção na Saúden do Estado do Rio de Janeiro.

O projeto está sendo avaliado pelo setor de arquivos da Câmara (Searq) e em breve deve entrar em tramitação.


Compartilhe;