UEM adere ao Sisu, ampliando oportunidade de acesso

Compartilhe;

A Universidade Estadual de Maringá vai aderir ao Sistema de Seleção Unificada (Sisu) como forma de ampliar as oportunidades de acesso dos alunos nos cursos de graduação oferecidos pela UEM. E já vai valer para o ano letivo de 2022. A adesão foi aprovada anteontem pelo Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (CEP) da instituição. Cabe esclarecer que o Sisu é um sistema informatizado do Ministério da Educação no qual instituições públicas de ensino superior oferecem vagas para candidatos participantes do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Os candidatos com melhor classificação são selecionados, de acordo com suas notas no exame. Na mesma reunião de quinta-feira, o colegiado aprovou alterações no vestibular, que passa a ser realizado em apenas um dia. A UEM tem se destacado entre as melhores universidades nos últimos anos, não só do Estado e do País, mas também em nível internacional, pela qualidade de seu ensino, pesquisa e extensão. “Acreditamos que podemos sempre avançar e, nesse sentido, o Sisu proporciona aos jovens uma nova oportunidade de adentrar numa universidade pública, gratuita, de qualidade, inclusiva e que almeja contribuir para com os sonhos de diversos brasileiros de fazer parte do ensino superior público de qualidade”, afirma a pró-reitora de Ensino da UEM, Alexandra de Oliveira Abdala Cousin. A adesão pelo Sisu ao ingresso no ano letivo de 2022 abrange todos os cursos de graduação, exceto os que exigem prova de habilidade específica, como o de Música, e ocorreu para que o quantitativo de vagas ociosas fosse ocupado. Caberá ao coordenador do Conselho Acadêmico estabelecer o mínimo de 10% das vagas nos cursos para serem descontadas das oferecidas pelo sistema universal. Sobre as mudanças no vestibular, propostas devido principalmente às adversidades vivenciadas na pandemia, o CEP aprovou a alteração da prova de dois para um dia, com duração de até cinco horas no período da tarde, e a mudança no número de questões para adequação ao tempo. Também houve a inclusão do conteúdo de Educação Física na prova de Conhecimentos Gerais do Vestibular e do Processo de Avaliação Seriada (PAS), uma vez que ela consta como disciplina obrigatória da área das linguagens na Base Nacional Comum Curricular (BNCC) para os anos finais do ensino fundamental e médio, bem como no Referencial Curricular do Paraná. Foi alterada ainda a forma de solicitar recursos quanto ao Gabarito Provisório. O candidato poderá fazê-lo por meio do Menu do Candidato (nas resoluções atuais é somente via Protocolo Geral da UEM), mantendo o prazo de 24 horas a partir da divulgação. O candidato também poderá propor o recurso do reexame de Redação apenas no formato online via Menu do Candidato no prazo de 48 horas.


Compartilhe;