Sindicalista é vencido pela Covid

Compartilhe;

Morreu ontem em Maringá o presidente do Sindicato dos Vigilantes de Maringá e Região (Sindesvgma), José Maria da Silva, depois de cerca de três meses lutando contra a Covid-19. Zé Maria, como era conhecido, foi um dos principais líderes dos vigilantes nas últimas duas décadas. O sindicalista era padrasto das jornalistas Dayani e Danyani e do advogado Deny Barbosa. Tinha 71 anos. Segundo Dayani, ele era um homem saudável e ficou lúcido até o momento da morte, por volta das 23 horas de ontem, no hospital São Marcos. Desde quarta-feira, Zé Maria estava na UTI. O sindicalista usou por cinco dias o capacete de oxigenação criado pela UEM, o que o livrou da intubação, de acordo com a jornalista. Mas, a saturação foi caindo e, no final, após contrair uma bactéria ele teve 100% dos pulmões comprometidos. O velório ocorre na Capela do Prever do Cemitério Parque. O velório será até às 17 horas. O corpo será cremado. Além dos enteados com a esposa Nair, Zé Maria deixa outros quatro filhos.


Compartilhe;