Renda dos 1% mais ricos passou a valer por 34 anos dos 5% mais pobres

Compartilhe;

Dados apurados pela revista Piauí mostram que os 5% mais pobres do Brasil foram os que mais perderam renda em 2021 na comparação com 2020, proporcionalmente. “De um patamar de R$ 59 de renda média mensal domiciliar per capita, caíram para R$ 39 – uma oscilação de 34%. Os mais ricos só perderam 6% da renda, passando de R$ 17 mil para R$ 15,9 mil. Com isso, o abismo da desigualdade se alargou. Em 2020, um brasileiro dos 5% mais pobres precisaria de 24 anos para obter a renda que um brasileiro dos 1% mais ricos obtinha por mês (R$ 17 mil). Em 2021, essa distância aumentou para 34 anos”, divulgou o portal da revista nesta segunda-feira, 4.


Compartilhe;