Polícia mata filho do ex-vereador Capitão Ideval

Compartilhe;

Foi enterrado neste final de semana o corpo de Ideval de Oliveira Júnior (foto), filho do ex-vereador e ex-secretário de Trânsito de Maringá, Capitão Ideval. Ele morreu na sexta-feira à noite após um confronto com a Polícia Militar, na PR-444, em Arapongas. Junior tinha 36 anos, morava em Maringá, dirigia um Toyota Corolla que teria sido roubado na Gleba Palhano, bairro nobre de Londrina, nas proximidades do Lago Igapó. Ele foi abordado por policiais que monitoravam o veículo, mas não parou. Junior estava com mandado de prisão em aberto e era considerado foragido. Em 2015 foi preso em Maringá e tinha diversos mandados de prisão por crimes como tráfico de drogas, roubo e receptação. Para a polícia, Junior fazia parte de uma quadrilha que roubava camionetes de luxo. Ainda em 2015, também foi presa, em Curitiba, uma filha do ex-vereador, com uma camionete Toyota Hilux SW4 furtada no estacionamento de um shopping em Londrina, segundo a polícia. Ouvido pelo GMC Online, Capitão Ideval disse que a família está chocada com o que aconteceu e que ele, como pai, fez de tudo para ajudar o filho a se livrar de más companhias. “Não precisava chegar nesse ponto. Fiz de tudo para tirar ele disso”, lamentou o ex-vereador. (Com informações de Andre Almenara e GMC Online)


Compartilhe;