Pais e mães farão ato em defesa do Colégio de Aplicação Pedagógica

Compartilhe;

Um grupo de pais, mães e responsáveis pelos estudantes do Colégio de Aplicação Pedagógica (CAP) irá fazer uma manifestação na frente da escola, na quinta-feira (12), das 11h30 às 13h30, para exigir do governo estadual mais contratações de servidores, especialmente zeladoras. O estabelecimento fica no câmpus sede da UEM, em Maringá.
Desde o começo do ano letivo, este grupo vem se organizando para exigir do Estado e da Universidade que contratem mais funcionários. No momento há apenas três servidoras para dar conta da limpeza de toda a escola, que tem mais de 1.000 alunos, 22 salas, e uma estrutura física enorme, de mais de 4 mil m2 de área. O CAP ja chegou a ter 12 servidores para esse serviço (8 contratados pela Secretaria de Estado da Educação (Seed) e 4 pela UEM), mas agora está com apenas 3, todos terceirizados, e nenhum pela UEM. A situação de limpeza é precária, as estruturas estão se degradando e os funcionários sobrecarregados.
Segundo os organizadores da manifestação, o ato é necessário porque a conjuntura continua piorando. Apesar disso, eles dizem que não tiveram nenhuma ação dos responsáveis visando resolver o problema. O grupo tem um perfil no Instagram e no Facebook. E está convocando toda a comunidade do CAP para participar da manifestação e lutar por uma educação pública, gratuita e de qualidade para todas as crianças e jovens.


Compartilhe;