Paciente terá direito a tratamento bucal nas UTIs

Compartilhe;

Impedidos de fecharem a boca durante a permanência na UTI, os pacientes nestas condições, especialmente agora na pandemia da Covid-19, terão direito à assistência odontológica por lei. Com o projeto de lei ordinária aprovado em primeira discussão, nesta quinta-feira, os doentes deverão receber tratamento bucal tanto nas unidades de terapia intensiva dos hospitais públicos como os particulares. A proposta é dos vereadores Doutor Manoel Sobrinho (PL) e Paulo Biazon (PSL). Segundo Manoel, o Hospital Municipal tem o menor número de óbitos pela Covid por causa destes cuidados, já adotado na unidade administrada pela Prefeitura. Ao tratar o paciente durante a internação hospitalar, o profissional dentista previne o doente de contrair outras doenças, pois enquanto estiver na UTI, com a barreira imunológica quebrada, o paciente está exposto a muitas bactérias na gengiva e nos dentes. O vereador entende que o serviço não vai encarecer os cofres do município. Ao contrário, pois com este tipo de assistência a alta hospitalar pode ser mais acelerada. O projeto foi aprovado com 12 votos favoráveis.


Compartilhe;