Livro que até hoje rende ameças a Caco Barcellos vai virar série

Compartilhe;

Caco Barcellos confirmou no sábado (16), durante o Programa “Altas Horas”, que o livro “Rota 66 – a história da polícia que mata” vai virar uma série no streaming. A obra está fazendo 30 anos. Com ela, o repórter, que já esteve em Maringá ao menos três vezes, para fazer palestra, ganhou o Prêmio Jabuti na categoria “Reportagem”, em 1993. O livro identifica 4.200 vítimas do chamado Esquadrão da Morte da PM de São Paulo de 1970 a 1990. É uma obra de fôlego e coragem. Até hoje o repórter sente a perseguição pessoal por causa da publicação. Alguns policiais militares chegaram a comparecer ao lançamento da primeira edição, num ato claramente intimidatório ao jornalista. A principal contribuição de “Rota 66” foi mostrar que o esquadrão matou sobretudo negros, jovens, moradores das periferias da grande São Paulo, muitos deles sequer sem terem condenação judicial. Qualquer semelhança com os dias de hoje não é mera coincidência. A série está na fase de pós-produção, ou seja, no processo de montagem e finalização, incluindo edição, correção de cor, acréscimo de elementos gráficos e tratamento do som. O lançamento deve acontecer até o final do ano pelo Globoplay.


Compartilhe;