HU deixa de atender procura espontânea para tratar Covid

Compartilhe;

Hoje à tarde foi a vez do hospital universitário de Maringá comunicar que vai suspender o atendimento de casos de Covid-19 para a demanda espontânea no Pronto Socorro respiratório. O HU é 100% SUS. A direção do estabelecimento informou que manterá o serviço deste setor apenas como referenciado à Central de Regulação. Esta central classifica os riscos por meio de informações sobre as condições clínicas e exames complementares do paciente para depois procurar pela unidade hospitalar que possa atendê-lo na rede SUS. “No momento estamos operando com capacidade acima de nosso limite, com vários pacientes entubados em nossa sala de emergência Covid e sem condições de receber mais pacientes”, diz a nota. Na quinta à noite, os hospitais Paraná e Metropolitano (Sarandi), ambos privados, fecharam temporariamente o Pronto Atendimento também devido ao aumento de casos da Covid. O Hospital São Marcos, particular, informou que o Pronto Socorro estava no limite de sua capacidade instalada. Os setores de internação e de Unidade de Terapia Intensiva também estavam no limite máximo de ocupação.


Compartilhe;