Hossokawa demite a chefe de gabinete de Cris Lauer

Compartilhe;

A portaria de exoneração teria sido assinada nesta sexta-feira

Não ficou apenas nas palavras a promessa do presidente da Câmara de Maringá, Mário Hossokawa (PP), de que iria ansalisar juridicamente a permanência da chefe de Gabinete da vereadora Cris Lauer (PSC) na Casa, e, nesta sexta-feira, conforme noticiou há pouco o jornalista Ângelo Rigon, ele exonerou a advogada Letícia Carniel Perdigão Maia do cargo. Letícia tinha sido nomeada chefe de gabinete de Cris faz apenas três dias. Na sessão de ontem, Hossokawa foi duro ao repudiar suposta declaração da advogada. Ele se baseou num vídeo postado pela vereadora nas redes sociais. Conforme Cris, sua então chefe de Gabinete teria dito que os servidores da Câmara de Maringá deveriam fazer estágio na Câmara de Londrina. Letícia já ocupou cargo comissionado lá.

Rigon lembra que a nomeação de assessor de vereador é feita por indicação do legislador e chancelada, por força da lei, pelo presidente do Legislativo. Não se tem conhecimento de fato semelhante, recente, na Câmara de Maringá. O jornalista se recorda que nem mesmo quando o então vereador Homero Figueiredo Lima e Marchese nomeou um assessor condenado por improbidade administrativa, infringindo a legislação municipal da ficha limpa, a presidência da casa não tomou essa atitude. Ainda segundo Rigon, a exoneração pode abrir caminho para uma briga judicial. “O Ministério Público investiga se a vereadora e seu ex-chefe de gabinete, o advogado Bruno Gimenes Di Lascio, cometeram improbidade administrativa. Agora, abre-se em tese um precedente para incluir futuramente o presidente na investigação do MP, pois foi ele quem nomeou o chefe de gabinete de Cristianne”, prevê.


Compartilhe;