Hoje tem documentário maringaense sobre violência contra a mulher

Compartilhe;

Produção maringaense, o videodocumentário “O Silêncio das Rosas” será apresentado gratuitamente nesta quinta-feira (28), às 19h15, no auditório do Sinteemar. É o Sindicato dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Ensino de Maringá e Região, situado à rua Professor Itamar Orlando Soares, 357, ao lado da UEM. A produção fala de violência doméstica e feminicídio. O filme é dirigido por Eliton de Oliveira, que também é escritor. Ele ainda produziu a obra junto com Carol Morais. São relatos de mulheres sobre dores e sofrimentos, além de relatos de parentes de vítimas de feminicídio. A documentário aborda dois casos famosos no Paraná, um envolvendo a advogada Tatiane Spitzner, morta em 2018 na cidade de Guarapuava, e o outro envolvendo a fisiculturista Renata Muggiatti, morta em 2015 em Curitiba. Profissionais de várias áreas clínicas também depõem no filme, assim como dois ex-professores da UEM, ambos aposentados: Tânia Tait, na condição de integrante da OnG Maria do Ingá e pesquisadora na área de direitos da mulher, e Artur Molina como psicanalista e autor do aplicativo que mede o índice de violência contra a mulher. Antes da exibição, haverá inscrições (para emissão de certificados) e, após o filme, será realizada uma mesa-redonda. Organizam o evento, além do Sinteemar, o grupo Mães do Ingá, a OnG Maria do Ingá Direitos da Mulher, e o Diversitas Eventos (projeto de extensão criado na UEM).


Compartilhe;