Grupo de Recife apresenta hoje à noite peça baseada em poema de João Cabral

Compartilhe;

Em sessão única, gratuita e acessível em Língua Brasileira de Sinais (Libras), ocorre, nesta noite de quarta-feira (6), a partir das 20 horas, no Teatro Barracão, o espetáculo “Estudo nº 1: Morte e Vida”, que vem do Festival de Teatro Curitiba e traz pela primeira vez à cidade o Grupo Magiluth, de Recife, Pernambuco. A apresentação da peça marca o recomeço, em Maringá, do projeto “Escala Cultural”, realizado pela 2 Coelhos Comunicação e Cultura, por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura e o patrocínio de diversas empresas.
“Desta vez conseguimos atingir a essência do projeto, que é trazer um grupo em circulação, fazendo conexão com uma cidade que não é, necessariamente, a de origem do grupo”, explica a produtora cultural e coordenadora do projeto, Rachel Coelho, que traz o grupo recifense diretamente de Curitiba, onde se apresentam na mostra oficial do tradicional festival de teatro.
Nesta edição, a curadoria é assinada por Rachel e também pelo jornalista e crítico teatral Valmir Santos, de São Paulo. Santos é doutorando em teoria e prática do teatro pela Universidade de São Paulo, editor e fundador do site Teatrojornal – Leituras de Cena, que existe desde 2010 e já colaborou em outras curadorias de mostras de teatro em Maringá.
O grupo pernambucano Magiluth existe desde 2004 e já foi apontado pela crítica e pela imprensa como um dos mais relevantes do país, com 10 espetáculos montados e participação nos mais importantes festivais do Brasil.
O espetáculo parte do poema dramático Morte e Vida Severina, de João Cabral de Melo Neto, e propõe um estudo cênico sobre a trajetória de imigrantes que deixam o sertão nordestino e seguem o caminho do rio em busca de melhores condições de vida e trabalho. O olhar híbrido e inquieto do coletivo pernambucano se volta, neste espetáculo, para os movimentos migratórios gerados por adversidades climáticas, políticas e sociais.

Serviço
Estudo nº 1: Morte e Vida – do Grupo Magiluth (Recife / PE)
Dia 6 de abril de 2022 (quarta-feira) às 20h
Teatro Barracão – Entrada gratuita


Compartilhe;