Funcionários da Caixa param amanhã por suspeita de fraude na venda do banco

Compartilhe;

Os funcionários da Caixa Econômica Federal paralisam as atividades amanhã (27), por 24 horas, em todo o Brasil. O sindicato é contra o IPO da Caixa Seguridade, sigla para Oferta Pública Inicial, onde a empresa pública passa a ter ações negociadas na bolsa de valores. O sindicato entende que a direção do banco quer vender ações durante a onda de cancelamento de IPOs e baixa dos preços, o que, se confirmado, é uma denúncia muito grave. A paralisação deve abranger toda a operação das agências, além dos funcionários em home Office. As operações feitas pela internet continuarão funcionando, ainda que de forma reduzida, para atender os beneficiários do auxílio emergencial e de outros serviços. O sindicato pede o cancelamento da abertura de capital marcada para quinta-feira (29). “Pedimos desculpas à população, no entanto, é melhor um dia não funcionando do que não funcionando sempre”, disse à CNN Brasil Dionísio Reis, diretor do Sindicato dos Bancários na grande São Paulo. Os trabalhadores protocolaram denúncia na Comissão de Valores Mobiliários (CVM) apontando irregularidades na operação que prevê a venda de 15% das ações de um dos braços do banco estatal. “O que a gente reivindica é o fim da privatização aos pedaços da Caixa”, diz Dionísio. Outro pedido do sindicato é a urgente contratação dos funcionários que passaram em concurso público promovido pelo banco em 2014 e que não foram chamados pela empresa.


Compartilhe;