Evento debate nesta quarta a exploração sexual infantil

Compartilhe;

Uma videoconferência nesta quarta-feira (18), das 10 horas às 12 horas, vai debater “A Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes sob a Perspectiva Jurídico Trabalhista: causas e consequências”. A organização é do Programa de Combate ao Trabalho Infantil e de Estímulo à Aprendizagem da Justiça do Trabalho, em parceira com a Escola Judicial do Tribunal Regional do Trabalho da 15ª Região (Campinas).

O evento marca uma das ações da Justiça do Trabalho para o Maio Laranja, que visa a mobilizar a sociedade em torno do Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, cuja data é 18 de maio. As ações têm o objetivo de conscientizar a sociedade sobre umas piores formas de trabalho infantil: a exploração sexual, além de informar quais os meios de denunciar essa prática lesiva.
Estão confirmadas a participação do coordenador nacional do Programa de Combate ao Trabalho Infantil e de Estímulo à Aprendizagem, ministro Evandro Valadão, que fará a abertura, além da juíza Eliana dos Santos Alves Nogueira, coordenadora do Juizado Especial da Infância e Adolescência (JEIA) da Justiça do Trabalho de Franca, TRT-15. Ela fará a palestra “Marco Legal de Proteção. Intersecção entre o direito do Trabalho e o direito penal. O caso prático da operação Fada Madrinha”.

Também está assegurada a participação da psicóloga e doutora em ciências humanas Ione Aparecida Xavier. Ione vai abordar o tema exploração sexual sob a perspectiva psicológica, saúde mental da criança e/ou adolescente. Não será preciso fazer inscrição para acompanhar a webconferência. Basta assistir à transmissão ao vivo nos canais oficiais da EJud do TRT-15 e do TST no YouTube.


Compartilhe;