Eduardo Leite assume que é gay

Compartilhe;

O governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, 36 anos, assumiu que é gay. Foi uma quebra uma barreira ao falar de orientação sexual no programa “Conversa com Bial”, exibido anteontem na TV Globo. Para a sucural brasileira do jornal espanhol El País, a postuta de Eduardo é um chacoalhão na corrida de 2022 e abre saudável ponto de debate para o movimento LGBTQIA+. Diz também ter sido um passo importante num país presidido por um homofóbico. “Sou um governador gay, não um gay governador. Como Obama era um presidente negro, não um negro presidente. Tenho orgulho disso”, falou ao apresentador. A declaração do governador está repercutindo no País. Nesta sexta-feira, ele contou no Twitter que tem recebido inúmeras mensagens de carinho e apoio, o que o deixa “absolutamente seguro”. “O amor vai vencer o ódio”, emendou. Filiado ao PSDB, Eduardo começou na militância do movimento estudantil. Foi vereador e prefeito de Pelotas. É bacharel em Direito. Trecho da reportagem de Flávio Marreiro no El País descreve que “num país onde gays e transexuais sofrem agressões diárias, presidido por um mandatário abertamente homofóbico e onde a TV aberta ainda tolera apresentadores que cometem crime abertamente, como Sikêra Junior, não é uma declaração trivial”. Segundo a jornalista, “nada mais cringe do que inventar subterfúgios para a questão”.


Compartilhe;