Documentário sobre bastidores da Vaza Jato estreia quinta

Compartilhe;

A Vaza Jato talvez tenha sido o início do desgaste da imagem pública do então juiz federal Sérgio Moro. Ali, começou a ruir a aparência de um magistrado imparcial, restrito apenas à aplicação das penas da lei. De perto, os observadores mais atentos já sentiam que Moro, contumaz apreciador dos holofotes da fama, não era exatamente aquilo que tentava passar à opinião pública. Deu no que deu: semeou nulidades na medida em que contrariou a regra de que um juiz não pode aconselhar as partes, pois num processo penal o Ministério Público é a parte a quem cabe o esforço de investigação e de acusação.

Agora, chega às telonas, no dia 16 de junho, uma quinta-feira, o documentário “Amigo Secreto”, uma incursão pelo escândalo que estourou em junho de 2019.

O filme da premiada diretora Maria Augusta Ramos (“O Processo”), acompanha o dia a dia de alguns dos jornalistas por trás da cobertura nos dois anos que se seguiram às primeiras publicações dos áudios, quando o Brasil entrava em um longo período de turbulências.

Os personagens principais são Leandro Demori, do The Intercept Brasil, Carla Jimenez, Regiane Oliveira e Marina Rossi, do El País Brasil, “Amigo Secreto” mostra como uma grande operação de combate à corrupção atuou para fragilizar o sistema de justiça no Brasil, colocando em risco a democracia do país. 

A Vaza Jato foi o vazamento de conversas ocorridas por meio do aplicativo Telegram entre Sérgio Moro, o então promotor Deltan Dallagnol e outros integrantes da Operação Lava Jato. A divulgação das conversas foi feita pelo jornalista norte-americano Glenn Greenwald, o principal idealizador do site de notícias The Intercept.

As transcrições das mensagens revelaram que Moro cedeu informação privilegiada à acusação, auxiliando o Ministério Público Federal a construir casos, além de orientar a promotoria, sugerindo modificação nas fases da Operação. E ainda; também mostraram cobrança de agilidade em novas operações, conselhos estratégicos, fornecimento de pistas informais e sugestões de recursos ao MPF.


Compartilhe;