Dispara o apoio para a taxação dos muito ricos

Compartilhe;

Nunca os brasileiros apoiaram tanto como agora o aumento de impostos para pessoas muito ricas. Na comparação com o ano passado, saltou de 77% para 84% o percentual dos que defendem esta medida como maneira de financiar políticas sociais. Oito em cada 10 brasileiros acreditam que não é possível progresso sem reduzir a desigualdades. A população percebe que sem isso dificilmente o estado de coisas muda, como a fome, a violência e o desemprego. É o que mostra a pesquisa Oxfam Brasil/Data Folha “Percepções sobre as desigualdades sociais no Brasil”. Os dados foram divulgados em maio. Nunca também a percepção sobre o racismo foi tão expressiva. 75% acreditam que a cor da pele influencia a contratação por empresas, 84% acham que tem influencia na decisão de uma abordagem policial e 78% concordam que a justiça é mais dura com negros, ante os 71% da pesquisa anterior. Taí um instrumento que deveria servir de guia aos homens públicos imbuídos na tarefa de reconstruir o Brasil. O próprio guia oferece uma pista: além das medidas emergenciais de resposta aos efeitos da pandemia e a implementação do Plano Nacional de Imunização (PNI) com celeridade e efetividade, é preciso pensar e implementar políticas sociais fortes e inclusivas, financiadas por um sistema tributário justo e solidário.


Compartilhe;