Deputado tem oito dias para excluir post de autopromoção por vacina

Compartilhe;

A 3ª Promotoria de Justiça de Campo Mourão emitiu recomendação administrativa ao deputado estadual Douglas Fabrício (Cidadania) para que ele deixe se apresentar como responsável pela obtenção de doses de vacinas contra a Covid-19 para municípios paranaenses.

Segundo o Ministério Público, o deputado (foto) publicou em suas redes sociais mensagens que configuram possíveis atos de promoção pessoal, pelo fato de se valer da campanha de vacinação promovida pelo governo federal. O MP identificou ao menos sete publicações nas quais ele atribui a si o mérito pelo envio de vacinas a algumas cidades.

O documento expedido na sexta-feira recomenda que o deputado exclua de suas redes sociais qualquer publicação que atribua à pessoa dele o mérito por fornecer vacinas enviadas pelo Ministério da Saúde aos municípios mencionados. O promotor de Defesa do Patrimônio Publico de Campo Mourão, Marcos José Porto Soares, deu prazo de oito dias, ou seja, até o próximo sábado (24) para Fabrício informar as medidas tomadas para atender a recomendação.


Compartilhe;