De Alessandro Vieira sobre Ricardo Barros: “a vinculação dele com lobistas, com lavadores de dinheiro, é muito clara”

Compartilhe;

Foto: Aldo Carneiro/Pernambuco Press

Perguntado ontem no Roda Viva sobre o motivo de a CPI não ter produzido provas robustas e contundentes, especialmente nas negociações sobre a compra de vacinas, contra o deputado federal Ricardo Barros (PP), “um dos alvos preferenciais” da Comissão, conforme descrição do repórter, o senador Alessandro Vieira (Cidadania) disse, em primeiro lugar, que a CPI não tem ferramentas para investigar crime organizado e lavagem de dinheiro da forma adequada. Depois, afirmou: “É muita clara a participação de Ricardo Barros em todo um processo que está envolvido na saúde desde a gestão de Michel Temer. É um cidadão que tem dificuldade de explicar para a Receita Federal o seu patrimônio. Ele tem alguma coisa em torno de dois milhões, três milhões de reais, a descoberto, sendo objeto de discussão lá pela Receita Federal. É um cidadão que tem participação em vários casos de suspeita de corrupção, mas eu não tenho na CPI mecanismo para poder chegar nisso. O que a gente faz é cobrar que você tenha as apurações em andamento. A vinculação dele com lobistas, com lavadores de dinheiro, é muito clara. Marca muito você ter um governo que foi eleito em 2018 dizendo que ia combater a corrupção e que escolhe um Ricardo Barros para ser seu líder”.


Compartilhe;