Cris Lauer defende Unicesumar na distribuição do kit covid, dizendo que reduz atestado médico

Compartilhe;

A vereadora Cris Lauer (PSC) defendeu a iniciativa do Centro Universitário de Maringá (Unicesumar) em distribuir o kit Covid aos funcionários, em que pese sua ineficácia científica na prevenção e tratamento da doença. Ela entende que “o que o Unicesumar tá fazendo é excelente, ele vai ter um quadro de funcionários dele com muito menos atestado médico e evitando mortes”. Na sessão de hoje na Câmara, a vereadora parabenizou a atitude da instituição de ensino, dizendo que mais empresas deveriam fazer o mesmo. Ela ainda cutucou a colega Professora Ana Lúcia (PDT) caso ela venha a comunicar o fato ao Ministério Público como fez quando a Rede Cross dava início, em março, ao tratamento precoce na cidade. Admite, porém, que “se mandar [ao MP] com certeza vai ser interrompido, tá aliado ali [referindo-se ao Ministério Público], com certeza vai ser interrompido [a entrega do kit]”. Para Cris, “o que o Unicesumar está fazendo, não precisa de diploma e nem de estudo pra saber, Ivermectina e polivitamínico eu compro sozinha, não precisa de receita médica, né?. Ele só ta dando uma colaboração com remédios que já estão sim, mais do que comprovados, a eficiência. E basta dois neurônios, o tico e o teco funcionando, que a pessoa vai tomar Ivermectina sim antes, porque vai previnir”. Em alusão ao tratamento precoce, na contramão da ciência, afirmou que “hoje já temos inúmeras e inúmeras cidades, Estados, que estão bem com isso, estão à frente”. Como lembrou este blog ontem, o próprio fabricante da Ivermectina emitiu comunicado recente dizendo que o produto não tem eficácia comprovada no combate à Covid-19. Cientistas do mundo inteiro não cansam de repetir que os medicamentos do kit não têm comprovação científica nem na prevenção e nem no tratamento da doença. E, na semana passada, médicos da linha de frente no enfrentamento à pandemia procuraram a imprensa para denunciar o aumento da internação de pacientes que consumiram o kit Covid. Resultado: estes pacientes costumam apresentar lesões no coração, fígado, pâncreas ou hemorragias, dificultando o tratamento no hospital.


Compartilhe;