Câmara de Londrina reverencia a morte

Compartilhe;

A Câmara Municipal de Londrina aprovou por 12 votos contra 6 congratulações aos assassinos da chacina na favela do Jacarezinho, no Rio de Janeiro. “Isso mesmo, estão a reverenciar a morte. Barbárie. O absurdo de tudo isso é que a manifestação dos vereadores representa o pensamento daqueles que os elegeram. É preciso muita força de vontade, neste retrocesso civilizatório, para manter a empatia pela humanidade”, escreveu o jornalista José Maschio. A operação na favela resultou na morte de 29 pessoas, no início de maio. O requerimento sobre a congratulação enviada à Polícia Civil do Rio de Janeiro partiu do vereador Claudinei Pereira dos Santos (PSC), o Santão (foto). No mesmo requerimento, aprovado no dia 26 de maio, ele encaminhou votos de pesar à familia de Andé Leonardo de Mello Frias, policial civil morto na operação. Santão é agente da Polícia Rodoviária Federal e ex-policial militar. Ele preside a Comissão de Direitos Humanos da Câmara de Londrina. A vereadora Lu Oliveira (PL), vice-presidente da Comissão, também votou favorável.


Compartilhe;