Aula pública na praça irá falar sobre as medidas anti-povo

Compartilhe;

Foto: Roberto Parizotti

Indígenas, sindicalistas e especialistas em reforma administrativa ministrarão aulas públicas à população de Maringá nesta terça-feira à tarde como parte das manifestações nacionais para mostrar os impactos negativos para milhões de brasileiros de várias medidas em andamento no governo federal e no Congresso, por iniciativa da presidência da República. As aulas serão na praça entre os Correios e a Prefeitura Municipal. Também estão previstas panfletagens no comércio. A mobilização é convocada pela “Articulação Poder Para o Povo de Maringá e região”, a partir das 16 horas. Nas aulas e debate com a população, representantes de comunidades indígenas irão falar sobre a demarcação de terras. Especialistas explicarão como vem sendo tratada a privatização dos Correios e o que prevê a Reforma Administrativa, proposta formulada sem a participação popular. De acordo com a organização do ato, formada por profissionais e estudantes de diversas áreas, o objetivo destas aulas públicas é levar informação aprofundada sobre temas relevantes e que não possuem espaço no debate público. Ao término da mobilização haverá assembleia popular para definir sobre futuras ações em Maringá e região. “A Articulação Poder Para o Povo” reúne sindicatos, partidos políticos, movimentos sociais e pessoas independentes.


Compartilhe;